Mensagem do Director-Geral


Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais-CIS é uma Instituição do Ensino Superior vocacionada ao estudo das questões sociais, humanas e Relações Internacionais, e que tem a África Subsaariana como seu centro de gravidade.

 

Ao saírem do CIS, os nossos licenciados, devem possuir a massa crítica necessária para desconstruir o mundo em que vivemos, produzir riquezas e contribuir para o desenvolvimento de Angola.

 

Para além do ensino de qualidade, um dos nossos maiores desafios é certamente na área da investigação científica e na extensão universitária. Nessa fase tão decisiva para o desenvolvimento do nosso país, a nossa contribuição enquanto instituição do ensino superior em termos de produção de conhecimento deve ser mais visível. Temos de participar activamente na produção de conhecimentos, pois muitos dos conceitos trazidos do Norte precisam de ser domesticados. A complexidade da história de África e do homem africano obriga-nos a olhar com uma visão endógena para tudo que não conseguimos fazer ou fizemos menos bem que os restantes povos,  para que as respostas a encontrar estejam à altura nos nossos problemas e das nossas ambições.

 

Uma instituição do Ensino Superior é um espaço de construção de saberes. Trata-se igualmente de um espaço de desabrochamento de talentos, de florescimento de paixões e do fortalecimento do patriotismo e da cidadania. Não devemos apenas formar, na realidade, devemos recompensar o talento, estimular a criatividade e promover a meritocracia.

 

A nossa Angola é grande e bela. Temos de aprender a amá-la de forma infinita. E a maior prova de amor que um docente pode dar à nossa terra mãe é ministrar a sua aula com rigor, com entrega e profissionalismo; a maior prova de amor que um estudante angolano inscrito no CIS pode testemunhar é formar-se com dedicação a fim de torna-se um profissional comprometido com o futuro do nosso país. Não devemos apenas formar economistas, gestores, administradores, psicólogos, enfermeiros, sociólogos, politólogos, juristas e internacionalistas.

 

 Devemos formar homens e mulheres que saibam amar a nossa terra e que possam lutar para o bem-estar do nosso povo. É esse amor que fará com que o economista não se preocupe apenas com o crescimento económico e outras variáveis, mas que seja consciente de que esse crescimento deve aumentar na mesma proporção a qualidade de vida dos angolanos;

 

Não devemos apenas formar gestores ou administradores mas formar homens e mulheres comprometidos com a gestão responsável dos recursos angolanos;

 

Não devemos apenas formar Psicólogos mas formar homens e mulheres preocupados com a saúde psico-físico mental dos angolanos;

 

Não devemos apenas formar enfermeiros mas formar homens e mulheres capazes de fazerem sacrifícios para cuidar da saúde dos angolanos;

 

Não devemos apenas formar Sociólogos e Politólogos mas formar homens e mulheres preocupados com a sociedade angolana;

 

Não devemos apenas formar juristas, mas devemos formar homens e mulheres comprometidos com a justiça;

 

Não devemos apenas formar Internacionalistas mas formar homens e mulheres que sejam capazes de compreender toda dinâmica do sistema internacional e o posicionamento de Angola no mundo;

 

Definitivamente, ser um bom Professional formado pelo CIS implica assumir um compromisso com a história e as leis do nosso país e as ambições do nosso povo; pelo que agradecemos aos que por aqui passaram, aos que estão e aos que virão juntar-se à grande família do CIS.

 

Director Geral

 

Prof. Doutor Amaral Lala




INFORMAÇÕES