Apresentação da Instituição


 Apresentação da Instituição 


 

O Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais (CIS) é uma instituição angolana, vocacionada para o Ensino Superior, para a Investigação Científica e projectos de extensão, que procura dar ênfase à questão africana. Autorizada a funcionar em 2007, através do Decreto nº26/07 de 7 de Maio, iniciou o seu Programa de Ensino em 2008.

 

O CIS apresenta a sua vertente formativa nas áreas das Ciências Sociais e Relações Internacionais, procurando promover uma formação específica no âmbito das Ciências Humanas e apresenta-se como uma Instituição do Ensino Superior de excelência, onde a qualidade de ensino é a principal preocupação.

 

Notas Históricas


 

Com o objectivo de abordar o historial de criação do Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais – CIS, localizado em Talatona, Luanda Sul (Angola), apresentamos aqui uma breve reconstrução da história do surgimento da instituição e a construção do seu espaço físico, que teve início em 2007 e tem continuidade prevista das ampliações de suas instalações físicas nos próximos anos.

 

A concepção da Instituição teve por base as seguintes aspirações:

 

 

Assim, são vectores fundamentais de trabalho:

 

a. interdisciplinariedade;

b. o tratamento mais especializado das questões estratégicas, privilegiando as abordagens do desenvolvimento, numa perspectiva macro.

 

Em 2008, o CIS iniciou suas actividades académicas com os cursos de Ciência Política, Administração Pública, Relações Internacionais e Economia. No ano de 2009 iniciou o curso de Sociologia e no ano de 2011 foi implementado o curso de Licenciatura em Psicologia com as vertentes da Psicologia Escolar e Psicologia Organizacional/Trabalho. Em 2012 foi implementado o curso de Psicologia Clínica.

 

Missão da Instituição


 

De acordo com o Decreto nº90/09 de 15 de Dezembro, no seu artigo 29º, o CIS é uma Instituição de Ensino Superior, vocacionada para a promoção do Ensino, da Investigação e da prestação de serviços à comunidade, com personalidade jurídica própria e rege-se pela legislação do subsistema de Ensino Superior e demais legislações aplicáveis.

 

Objectivos da Instituição


 

O CIS, dentro da sua política interna, procura materializar os objectivos do subsistema de Ensino Superior, constantes no artigo 4º do Decreto nº 90/09 de 15 de Dezembro, nomeadamente nas alíneas a), b) e c), os quais remetem para os seguintes objectivos específicos:

 

Atribuições da Instituição


 

O CIS, na qualidade de Instituição de Ensino Superior angolana, possui como atribuições as constantes no artigo 30º do Decreto nº90/09 de 15 de Dezembro, que passamos a transcrever:

 

a) Assegurar a formação humana, cultural, artística, profissional, científica e técnica;

b) Organizar cursos conducentes à obtenção dos graus académicos de bacharelato, licenciatura, mestrado e doutoramento;

c) Promover actividades de ensino extra-curriculares e de formação profissional;

d) Desenvolver actividades de investigação científica e tecnológica;

e) Prestar serviços à comunidade, numa perspectiva de extensão universitária e de valorização recíproca;

f) Conservar e valorizar o seu património científico, cultural, artístico e natural;

g) Promover o intercâmbio cultural, científico e técnico com instituições congéneres nacionais e estrangeiras e demais instituições vocacionadas para o desenvolvimento da ciência e da tecnologia;

h) Contribuir, no seu âmbito de actividade, para a cooperação internacional e aproximação entre os povos;

i) Conceder graus e títulos académicos e honoríficos, certificados e diplomas;

j) Conceder equivalência de estudos para integração curricular de candidatos provenientes de outras instituições de ensino superior;

k) Proceder à prestação de contas nos termos da lei;

l) Promover a mobilidade académica dos docentes, investigadores e discentes, a nível nacional e internacional;

m) Garantir a liberdade académica, a criação de um fundo destinado à captação de recursos que contribuam para o desenvolvimento da instituição.

 

A partir das atribuições do CIS, apresentamos os eixos fundamentais em que se alicerça a actividade científica e de investigação do CIS, conforme a sua vocação fundadora e actual.

 

a)  As circunstâncias históricas geradoras da conjuntura (o “peso da História”);

b)  Os vários domínios científicos, próprios das ciências sociais e globalmente assumidos como concorrentes para a sua decifração. Neste sentido, a tónica fundamental assenta na abordagem que privilegia a interdisciplinaridade, como método nuclear de trabalho, das distintas ciências sociais;

c) O peso das relações internacionais, como elemento fortemente condicionador da conjuntura e do desenvolvimento.

 

A África Subsariana constitui o objecto de trabalho fundamental e privilegiado nos domínios da perspectiva científica, lectiva e essencialmente de investigação científica.





INFORMAÇÕES

SUBSCREVER À NEWSLETTER
E-mail